Ads Top

West Side Story retorna à Broadway, com direção de Ivo van Hove


Enquanto Steven Spielberg e o escritor Tony Kushner se preparam para levar aos cinemas o remake de West Side Story, o diretor de teatro e ganhador do Tony Awards Ivo van Hove está planejando um novo revival do clássico musical para uma nova geração, que deve acontecer na próxima temporada da  Broadway.

O espetáculo que marcou um ponto de mudança no teatro musical americano em 1957 com um libreto de Arthur Laurents, música de Leonard Bernstein e letras de Stephen Sondheim está programado para começar estrear em 6 de fevereiro de 2020.

Embora poucos detalhes estejam disponíveis neste estágio inicial, o elemento mais audacioso é o fato de ser o primeiro grande revival na América a não seguir coreografia icônica do diretor original Jerome Robbins. Ivo van Hove estará começando do zero com uma abordagem física totalmente nova, colaborando pela primeira vez com Anne Teresa De Keersmaeker, uma célebre coreógrafa de dança contemporânea cujo trabalho foi aplaudido e homenageado internacionalmente desde que ela surgiu pela primeira vez no início dos anos 80.

"Nós nos conhecemos desde que começamos", contou van Hove ao The Hollywood Reporter. "Eu vi a primeira produção de Anne Teresa, e tenho assistido quase tudo desde então, mas nós tivemos uma jornada separada, claro. Eu sempre admirei o trabalho dela, então eu estava, é claro, desejando que pudéssemos nos conectar. Quando surgiu a ideia de West Side Story pensei imediatamente, é isso que devemos a fazer juntos, e Anne Teresa ficou imediatamente entusiasmada com a ideia".



De Keersmaeker explicou que esta nova visão para o West Side Story permanecerá tão intensiva em dança quanto o show sempre foi. Como coreógrafa e diretora, Anne trabalhou com vários gêneros musicais, desenvolvendo diferentes estratégias para encontrar uma relação única entre música e dança em cada projeto.

"Considero Leonard Bernstein não apenas um dos mais importantes compositores norte-americanos, mas também um dos maiores compositores do século 20", disse ela. "A forma como Bernstein em West Side Story combinou teatro com música, especificamente dance music, fazendo um score muito forte, coerente e sofisticado cria um dispositivo brilhante para contar a história através da dança. O desafio será oferecer uma nova leitura."

A produção contará com iluminação e cenário pelo colaborador de design regular de van Hove, Jan Versweyveld. Ivo e Anne estão agora iniciando o processo de seleção e desenvolvimento, procurando jovens talentos em dança, canto e atuação, sendo a dança uma parte crucial de todo o processo de audição.



A adaptação original do filme ganhou dez oscars, incluindo Melhor Filme em 1962. Sendo considerado um dos maiores musicais do teatro musical americano,  West Side Story adapta a história de Romeu e Julieta para a selva urbana do Upper West Side, de Nova York, em meados dos anos 1950. O musical explora a rivalidade entre os Jets e os Sharks, duas gangues de rua adolescentes com diferentes origens étnicas. Os membros dos Sharks, de Porto Rico, são insultado pelos Jets, uma gangue branca. O jovem protagonista, Tony, ex-membro dos Jets e melhor amigo do líder da gangue, Riff, se apaixona por Maria, a irmã de Bernardo, o líder dos Sharks. O tema sombrio, música sofisticada, cenas estendidas de dança e foco em problemas sociais marcou um ponto de viragem no teatro musical americano.



O último revival da Broadway aconteceu no Palace Theatre em 2009, tendo rendido a Karen Olivo (Moulin Rouge!) um Tony Awards por seu desempenho como Anita.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.