Ads Top

Banda Uó lança clipe de 'Tô Na Rua' e fala sobre pausa em entrevista exclusiva


Nos últimos anos um dos grupos mais irreverentes da nova geração, a Banda Uó, formada em Goiânia e conduzido por Mel Gonçalves (a nossa amada Candy Mel), Davi Sabbag e Mateus Carrilho conquistou milhares de fãs e dezenas de milhões de visualizações nas plataformas digitais ao mesclar, na terra do sertanejo, elementos como tecnobrega, eletropop e funk.

O estouro com 'Shake de Amor', baseada em 'Whip My Hair' da Willow Smith, primeiro grande sucesso da Banda Uó, rendeu a Mateus, Davi e Mel o VMB 2011 de webclipe. Depois veio o viral "Faz Uó", o bem sucedido álbum de estréia, 'Motel', que chegou ao topo do iTunes brasileiro, DVD gravado ao vivo no Cine Jóia com transmissão do Multishow, trilha sonora na novela das sete da Rede Globo "I Love Paraisópolis" com 'Catraca' e, em 2015, o segundo álbum 'Veneno' que já nos brindou com sucessos como "Cremosa" e mais recentemente "Sauna".

Começamos a entrevista recordando a primeira conversa que tivemos com a banda, no início deste ano. Ao ser perguntada se possíveis perguntas sobre a pausa poderiam incomodar algum dos integrantes a resposta foi negativa: tudo ótimo!

A história da música esta recheada de exemplos de grupos que, em algum momento, perderam integrantes, foram desfeitos ou entraram em algum tipo de pausa. No Brasil, o exemplo mais vivo na memória dos fãs de música é o da Rouge, que vivenciou a ascensão ao sucesso meteórico após sair de um reality show. Depois de mais de 5 milhões de cópias vendidas, a saída de Luciana e alguns trabalhos como quarteto, o grupo viveu longos 12 anos de hiatus. No mundo, histórias parecidas também não são raridade.

Lembro aos integrantes da banda os casos de Destiny's Child e do Fifth Harmony, que tomaram rumos diferentes após a separação. Enquanto as ex-integrantes do primeiro continuaram próximas, lançaram projetos juntas e reviveram seus momentos de glória no Super Bowl, as meninas do segundo não mantém boa relação com Camila Cabello, que deixou a girlband ano passado (detalhe para a icônica introdução de Angel no VMA em agosto).

Estaria a Banda Uó mais para o grupo de Beyoncé ou de Camila? "Nenhuma dessas comparações será nossa história", garante Mateus Carrilho. "Essa são as coisas que formamos na nossa cabeça porque até então são as referências que temos. Nós somos amigos, bem resolvidos, donos de nossas próprias carreias. Nós estamos em busca de algo satisfatório para os 3", completa.



A busca pelo bem-estar dos integrantes, também foi comentada por Mateus: "No dia que der vontade de fazer uma coisa nova com a Banda Uó a gente faz, sem pressão. A decisão da pausa, foi justamente pra deixar a Banda Uó ilesa."

Lembramos da primeira conversa que tivemos com a banda, onde Carrilho havia dito ao ser perguntado se a parceria Corpo Sensual poderia ser um indício de uma possível carreira solo: "obviamente nós 3 temos vontades e sonhos diferentes, e sem hipocrisia, nada é pra sempre". A entrevista foi 4 meses antes do anúncio da pausa. Agora, o artista confirma que, naquele momento, já haviam planos para a pausa da Banda Uó: "a gente já vem conversando sobre uma possível pausa desde o ano passado", revela.

No dia de hoje, a banda lançou o vídeo de 'Tô Na Rua', música inédita que vem como um presente para os fãs e será distribuída pela Deck. Produzida por Davi e Pedrowl, ela fala sobre sair de casa a procura de algo, seja diversão, encontros casuais ou sexuais, além disso faz uma relação com o momento em que eles vivem.

Filmado pelas ruas de São Paulo, o vídeo traz a atmosfera da cidade que eles escolheram para viver quando vieram de Goiânia, em 2011. "É uma música que caracteriza muito nosso momento atual. Ela é madura, mas ainda sim mantém o espírito de celebração e festa que sempre foi a maior essência da Banda Uó", diz Mateus. "Nós sempre estamos por aí, somos da rua, moramos no centro, em São Paulo. Queríamos passar verdade nessa despedida", completa Davi.

Dirigido por Mateus e Rodrigo Carvalho, o clipe traz a fotografia de Fernando Nogari e produção da Planalto, antigos parceiros do grupo. Assista abaixo:



E se a canção fizer um grande sucesso? Nada muda, garante Carrilho: "Os planos pra Banda Uó são lançar o clipe de “Tô Na Rua” e rodar pelo Brasil até fevereiro, que é até onde ficaremos juntos." [...] "Esse é o nosso último conteúdo, precisamos ter tempo para focar nos projetos individuais."

Passado fevereiro, as atenções dos fãs deverá estar nos primeiros passados das futuras carreiras solo. Enquanto Mel deve permanecer com seus projetos na TV aberta, Davi e Mateus devem seguir na música. Em junho, Lia Clark nos contou que estaria iniciando os preparativos para seu primeiro álbum de estúdio com o Mateus Carrilho. A parceria deve resultar na entrada de alguma composição dele no álbum da drag. "Eu fiz um rascunho de uma música nova, apenas. Mas não estou por dentro de nada", nos diz.

A banda ainda afirmou que não existe possibilidade de voltar para ativa com novos integrantes, para Carrilho "a banda uó é Mateus, Davi e Mel para sempre."

Para finalizar, perguntamos se alguém queria se autoproclamar a futura Beyoncé do grupo. A resposta foi um singelo silêncio.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.