Ads Top

No Lustre Entrevista | Conheça o 'Sad Pop' da cantora paulistana Geo


Geovana Mantovani, mais conhecida como Geo, veio de Santos para a noite paulistana, apresentando um conteúdo um tanto incomum para o mercado brasileiro, o "Sad Pop".

Ela se lançou no youtube e soudcloud em 2013, com maravilhosos covers de artistas renomados como Britney Spears, Amy Whinehouse, Tove Lo, Arctic Monkeys, entre outros.

Em março desse ano de 2017, ela lançou seu primeiro single de autoria própria, "Tipo Errado de Amor", que traz uma batida de hip hop e uma letra um tanto melancólica, que de cara nos remete ao som da cantora americana Lana Del Rey.

Com uma voz doce, que parece o canto de uma sereia ela nos conta a história de um relacionamento abusivo e machista, mas que também nos mostra que você pode se libertar dessa situação.



No último sábado (27), GEO foi a atração na casa de shows Funhouse, na cidade de São Paulo, e a equipe do No Lustre realizou uma entrevista exclusiva, confira:

1. Como surgiu seu interesse pela música?

Eu canto desde criança! Assim que minha mãe percebeu que eu era afinada, me colocou em uma escola de música. Eu fiz cinco anos de aula de violão, piano e canto e foi nessa época que comecei a me aprofundar mais e conhecer mais estilos e referências.

2. Quando começou a escrever suas músicas?

Comecei a escrever com 14 anos. Escrevia muito na escola durante as aulas e guardava tudo nos cadernos.

3. E quais foram as suas maiores influências?

Quando eu era mais nova, escutava muito My Chemical Romance, Fall Out Boy e Panic! At The Disco. Depois passei por uma fase pura MPB, Chico Buarque e Elis Regina. Hoje eu me inspiro muito em R&B, pop e trip hop.

4. Estão comparando você a Lana Del Rey, tanto que você já está sendo chamada de Lana Del Rey Brasileira, o que acha disso?

Eu fico muito feliz porque eu amo Lana Del Rey e super entendo a comparação. Acho que meu trabalho assim como o dela puxa batidas de hip hop e também tem letras mais melancólicas.

5. E "Tipo Errado de Amor" seu primeiro single, que trás uma história de relacionamento abusivo, foi algo pessoal ou foi inspirada nas muitas histórias que vemos por ai?

Foi uma história real sim. Tive um relacionamento conturbado e pouco antes do término percebi que estava sofrendo muito abuso psicológico. Espero que a “Tipo Errado de Amor” sirva pra conscientizar quem está nessa situação mas nega ou ainda não percebe.

6. Você trabalha com outras coisas alem da música?

Eu sou formada em jornalismo, mas agora estou só focando na minha música!

7. E planos, você pretende um lançar um álbum?

Sim! Estou me mudando para São Paulo para gravar, e inclusive hoje vou cantar "Satélite" uma música nova.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.